Ministro do Interior avalia desempenho dos sectores do MINT em Sofala

O Ministro do Interior, Amade Miquidade, reuniu hoje na Cidade da Beira, com o colectivo de direcção do Comando Provincial da PRM de Sofala, alargado aos Comandantes Distritais e de Esquadras da Cidade. Sobre os resultados alcançados pela província, Miquidade fez recomendações para o incremento da accão do Estado na garantia da ordem, seguranca e tranquilidade publicas.

O informe apresentado pelo Comandante Provincial da Polícia da República de Moçambique em Sofala, Adriano Sive, indica resultados positivos no domínio do combate à criminalidade, violência doméstica, acidentes de viação e ferroviários, emissão e entrega de documentos de identificação civil, e acções de salvação pública.

Amade Miquidade defendeu, entretanto, a necessidade de se assegurar que os resultados alcançados não sejam manchados por irregularidades cometidas por alguns.

De acordo com o Ministro, agindo cada um sem ética e disciplina pode comprometer ou desvalorizar o que distintos e valorosos membros fazem de bem e nas mais condições e situações adversas no campo da manutenção da ordem e segurança pública.

De acordo com o referido informe, no domínio da criminalidade foram registados em 2020, 391 casos contra 932 do ano anterior. Dos 391 crimes registados no período, 367 foram esclarecidos, o correspondente a 94 por cento da resposta policial.

Em relação a violência doméstica foram atendidos 2.084 casos contra 3.082, representando uma redução em 998, envolvendo 1.169 mulheres, 176 homens,710 menores e 29 idosos.

O informe refere que os acidentes de viação e ferroviários reduziram em 41 e 17 respectivamente.

No domínio da emissão e entrega de bilhetes de identificação foram entregues aos titulares 34.345 bilhetes de identidade contra 28.234.

Na salvação pública foram extintos 63 incêndios contra 62 ocorridos na cidade da beira (49), distrito do Dondo (12) e distrito de Nhamatanda (2), sendo 4 de grandes proporções, 22 de média e 37 de pequena proporção.

O Ministro do Interior vai trabalhar em Sofala, durante cinco dias. Nesse período deverá visitar os sectores do MINT e interagir com os membros e funcionários.