Unidade de Intervenção Rapida

 

Objectivos Gerais,

Força de Intervenção Rápida, é uma Unidade Especial e de Reserva preparada e destinada, fundamentalmente, a combater situações de violência declarada, cuja resolução ultrapasse os meios normais de actuação.

Quando da criação da FIR, constituíam objectivos:

  • Atender situações de ordem agravada que estivessem fora do controlo das forças regulares da PRM;
  • Servir de segurança cintura de protecção das cidades capitais, contra a incursão dos Bandidos Armados durante a guerra de desestabilização. Esta realidade, ditou o início da expansão da FIR, em 1988, em 1988, secessivamente pelas províncias de Gaza, Inhambane e Sofala.

Funções
De acordo com a definição do Estatuto orgânico da PRM aprovado pelo decreto 27/99, de 24 de Maio, a natureza e funções da FIR se circunscrevem, na garantia da ordem pública a nível nacional, de acordo com as atribuíções gerais da PRM definidas por lei e outros regulamentos, cujas funções são:

a)    Acções de manutenção e reposição da ordem pública;
b)    Combate a situações de violência concertada;
c)    Coordenação com outras forças na acção contra a criminalidade violenta e organizada, na protecção de instalações importantes e na segurança de altas entidades.

Estrutura e direcção

Ao nível central e Provincial Força de Intervenção Rápida (FIR) organiza-se em Comando e ao nível Provincial em Subunidades.
É dirigida ao nível central e Provincial por um Comandante coadjuvado por um Estado-Maior. 

Endereço e Contactos

Comando da Força de Intervenção Rápida (FIR)
Av. De Moçambique nº 299, Maputo
Telefone: 2100112/221403380
Telefax: 21409689
Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Natureza do Trabalho:

O Decretro 27/99 do Conselho de Ministros, define a natureza do trabalho da FIR que se circunscreve basicamente na garantia da ordem pública ao nível do territó nacional e está em consonância com as atribuições gerais da PRM definidas por lei e outros regulamentos jurídicos. Este decreto resume no seguinte:

  • Manutenção e reposição da ordem pública;
  • Combate a situações de violência agravadas e que ultrapassa os meios normais de actuação policial;
  • Coordenação com outras forças operativas da PRM na manutenção da ordem, na acção contra a criminalidade violenta e organizada, no resgate e libertação de reféns, na luta contra o terrorismo e na protecção de altas entidades e na protecção de grandes eventos culturais e desportivas de grande envergadura..

Fir no Contexto Actual:

Na visão estratégica da PRM, sendo a FIR, a forca mais treinada e preparada tecnicamente, constitui  o último recurso para lidar com situações mais complexas da criminalidade, como o resgate de reféns, o combate ao terrorismo.
Assim sendo, a existência da FIR e as suas acções  contribuem para desencorajar a ocorrência de crime de grande perigosidade.

Organizaçao:

A FIR possui aos níveis central e provincial, um organigrama que prescreve a estrutura de corpos directivos dispostos de forma hierárquica para imprimir uma maior dinâmica funcional das forcas.
É dirigida por um comandante que e coadjuvado nas suas funções por um Chefe do Estado Maior.
Organicamente, o comando compõe- se de um conselho de comando, que e um órgão consultivo subordinado ao comandante da FIR.
Da orgânica fazem parte, cinco (05) repartições hierarquicamente designadas:
•    Repartição de Pessoal e Formação;
•    Repartição de Logística e Finanças;
•    Repartição de Operações:
•    Repartição de Informação e Plano e:
•    Repartição de Comunicação e Informática.
As repartições por sua vez são compostas por secções administrativas.
A forca operativa organiza- se em:
•    Batalhão;
•    Companhia;
•    Pelotão;
•    Secção e;
•    Grupo.

Desdobramento:
A sede do Comando da FIR, localiza- se na Cidade de Maputo.
Possui desdobramentos em sub- unidades nas seguintes províncias:
- 3ª UFIR- GAZA- localizada a norte da Cidade de Xai-Xai;
- 4ª UFIR- Inhambane, localizada na Cidade de Inhambane;
- 5ª UFIR- SOFALA, localizada na Cidade da Beira;
- 6ª UFIR- Nampula, localizada na Cidade de Nampula;
- 7ª UFIR- Tete, localizada na Vila municipal de Moatize distando 20km da Cidade de Tete;
- 8ª UFIR- Zambézia, localizada no distrito de Nicoadala que dista 30km da Cidade de Quelimane;

- 9ª UFIR - Manica, localizada na Cidade de Chimoio;

- 10ª UFIR - Cabo Delgado, localizada na Cidade de Pemba.

 



Organigrama da FIR

Ermelindo Pene